Ômega 3 – O que é? Quais são os benefícios para sua saúde?

O ômega 3 é um ácido graxo poli-insaturado que, junto com o ômega 6, não é sintetizado pelo corpo e deve ser consumido sob a forma de gorduras através da alimentação ou da suplementação. As fontes alimentares ricas em ômega 3 são os peixes (principalmente os de águas frias e profundas como o salmão, o atum e o bacalhau), animais marinhos e grãos (linhaça, soja, milho). A suplementação em ômega 3 é muito importante, uma vez que a nossa dieta ocidental é muito pobre no consumo de alimentos que possam oferecer essa gordura tão importante para o nosso organismo.

Quando à níveis normais, o ômega 3 ajuda nosso organismo a manter nossa saúde cardiovascular e cerebral. Além disso, ele tem ação anti-inflamatória, fortalece o sistema imune, contribui para uma pele saudável, auxilia no controle da pressão arterial, protege a retina, melhora o desempenho cognitivo, auxilia no tratamento da depressão, ajuda a reduzir os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue, possui efeito antitrombótico, inibe a agregação plaquetária e, enfim, também estimula a vasodilatação.

Como podemos ver, os benefícios do ômega 3 para o organismo já comprovados por estudos científicos são muitos. Abaixo, explico mais sobre a atuação do ômega no organismo:

Coração:

O ômega 3 proporciona benefícios ao sistema cardiovascular de duas maneiras. O EPA diminui atividade das plaquetas no sangue, evitando a formação de coágulos que podem levar a derrames e infartos, além de reduzir os triglicerídeos, um tipo de gordura ruim para o organismo quando em níveis elevados. Já o DHA ajuda a evitar arritmias cardíacas, estabilizando a atividade do coração. Esses ácidos graxos promovem um aumento no colesterol bom (HDL) e a diminuição dos níveis do colesterol ruim (LDL). Quando o LDL está em níveis muito elevados, há um risco muito grande dele se depositar nas artérias e provocar o entupimento dos vasos sanguíneos levando a doenças cardiovasculares, como infarto, hipertensão e derrame cerebral.

Visão:

O ômega 3 é essencial para a visão, uma vez que participa do recobrimento da retina, responsável por transformar o estimulo luminoso em elétrico, para que o cérebro seja capaz de realizar o processo de enxergar.

Cérebro:

O ômega 3 age na formação da bainha de mielina, um componente dos neurônios, auxiliando na melhora do desempenho cognitivo, da atividade cerebral e da comunicação entre as células do cérebro. Ainda, graças ao seu efeito dilatador, fornece um aumento do aporte de oxigênio e nutrientes as células cerebrais.

Artrite Reumatóide:

Por causa da sua ação anti-inflamatória, o ômega 3 alivia os sintomas da doença, pois funciona como um bloqueador de uma enzima que produz o processo inflamatório no organismo. Essa ação anti-inflamatória também é interessante para o uso contra outras doenças autoimunes decorrentes de processos inflamatórios.

Obesidade:

O ômega 3 é interessante para ajudar no combate a obesidade, devido a sua ação anti-inflamatória; afinal, a obesidade é um processo inflamatório que provoca uma interferência na forma como o cérebro percebe a presença de comida no corpo. O organismo também utiliza o ômega 3 para produzir prostaglandinas, substâncias químicas que tem participação em muitos processos, inclusive no combate as inflamações dos vasos sanguíneos.

Em indivíduos obesos, a gordura saturada acaba tomando parte do lugar do ômega 3 no cérebro e no organismo como um todo. Quando isso ocorre, a região do cérebro chamada hipotálamo que controla a fome e o gasto energético fica inflamado e deixa de realizar as suas funções. No momento em que a pessoa volta a consumir ômega 3, essa parte do cérebro volta a funcionar corretamente. Além disso, o ômega 3 consegue modular a expressão de neurotransmissores que controlam a fome e reduz a presença de proteínas responsáveis por aumentar o apetite.

Ainda, o consumo de ômega 3 melhora a sensibilidade à insulina, promovendo uma menor incidência de diabetes tipo 2.

Obs: Os suplementos de ômega 3 devem ser consumidos com moderação por pessoas com problemas de coagulação ou que usam medicamentos anticoagulantes, já que, por reduzir agregação plaquetária, o ômega 3 pode causar sangramento. Consulte seu médico.

Compartilhe nas redes sociais

Comentários (505)

Deixe um comentário